Comissão de Trabalho, Tecnologia e Educação debate novos cursos

Comissão de Trabalho, Tecnologia e Educação debate novos cursos

Criada há seis anos em São João da Barra, a Comtrate reúne Prefeitura, IFF e empresas que atuam no Porto do Açu.

Comissão de Trabalho, Tecnologia e Educação debate novos cursos.

A primeira reunião do ano da Comissão de Trabalho, Tecnologia e Educação (Comtrate) de São João da Barra, realizada nesta quarta-feira, 3, na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico debateu a oferta de novos cursos de qualificação e empregabilidade.

Participaram do encontro representantes das empresas GNA, Dome, Porto do Açu, Ferroport, NOV Flexibles e OceanPact e do campus sanjoanense do Instituto Federal Fluminense (IFF), além das secretarias municipais de Educação e de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico.

“Temos um compromisso firmado desde 2017 para unir forças em prol da qualificação e da empregabilidade da nossa população e esse espaço é o momento de alinhar expectativas nesse sentido”, pontuou a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Gleide Gomes, que destacou a retomada das reuniões e do diálogo com as empresas e o IFF.

A Comtrate foi implantada há seis anos e é formada por membros da Secretaria Municipal de Educação, da Superintendência de Trabalho e Renda da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, do IFF, além de representantes de recursos humanos das empresas que atuam no Porto do Açu.

O diretor-geral do Campus Avançado do IFF de São João da Barra, Paulo Vidal, apresentou as ações de expansão com a criação de novos cursos e falou do momento de construção da unidade. “O campus do IFF veio para atender o mundo do trabalho.

Por isso é preciso conversar com as empresas e construir de forma conjunta este novo cenário do município”, destacou.

Para o gerente de relacionamento com a comunidade da Porto do Açu, Wanderson Sousa, a Comtrate é um espaço importante nesse alinhamento do tripé poder público, empresas e universidade.

“Esse entendimento proporciona decisões mais assertivas nas políticas públicas, no alinhamento da formação profissional da população e na oportunidade de empregabilidade”, salientou.

#sjb24h

sjb24h