Dezembro Vermelho: Mutirão de testagem acontece nesta sexta-feira

Dezembro Vermelho: Mutirão de testagem acontece nesta sexta-feira

Campanha reforça a necessidade da prevenção da infecção pelo HIV e do combate ao vírus causador da imunodeficiência humana e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis.

Para reforçar a necessidade da prevenção da infecção pelo HIV e do combate ao vírus causador da imunodeficiência humana e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), como sífilis e hepatites B e C, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Doenças Infecto-Parasitárias (CDIP), vai fazer um mutirão de testagem, com vagas limitadas.

A ação, que faz parte da programação (AQUI) pelo “Dezembro Vermelho”, acontece nesta sexta-feira (8), a partir das 8h, no CDIP, situado à Rua Conselheiro Otaviano, 241, Centro.

“Muitas pessoas vivem com a infecção e não sabem. Daí a importância da realização dos testes de triagem para detecção de HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis, como hepatite B e C e sífilis”, informou o coordenador do programa municipal DST/Aids e Hepatites Virais, Rodrigo Rodrigues de Azevedo.

Além das testagens, o CDIP oferece uma ampla gama de serviços relacionados a doenças infecto-parasitárias, como tratamento de sífilis, hepatites e acompanhamento de casos de HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana), incluindo de crianças expostas ao HIV.

O programa também realiza palestras educativas, testagens itinerantes, capacitações para aprimoramento profissional, distribuição de preservativos (masculino e feminino), além de oferecer apoio a casos de acidente biológico e ofertar o serviço de Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP) e Profilaxia Pós-Exposição (PEP) – ambos os métodos reduzem o risco de adquirir o HIV, a partir do uso de medicamentos que impedem que o vírus se estabeleça e se espalhe pelo corpo.

No caso de usuários com diagnóstico de HIV, o Centro, que conta com uma equipe multidisciplinar, formada por infectologistas, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, farmacêuticos, dermatologista, entre outros, oferece acompanhamento ambulatorial com consultas, exames específicos e dispensa mensal de medicamentos, através do programa DST/Aids e Hepatites Virais.

No local também é realizada a Prova Tuberculínica (PPD) ou Reação de Mantoux (exame amplamente utilizado no auxílio do diagnóstico da tuberculose), e recentemente o espaço foi contemplado para implementar programa do Ministério da Saúde.

Campanha – A programação pelo “Dezembro Vermelho” começou no dia 29 de novembro com uma roda de conversa sobre HIV e AIDS: Avanços e Desafios no Panorama Atual, na Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF).

As ações seguem até o dia 21 de dezembro, com palestras, visitas técnicas, capacitações de testes rápidos, entre outros serviços.

Para reforçar a necessidade da prevenção da infecção pelo HIV e do combate ao vírus causador da imunodeficiência humana e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), como sífilis e hepatites B e C, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Doenças Infecto-Parasitárias (CDIP), vai fazer um mutirão de testagem, com vagas limitadas.

A ação, que faz parte da programação (AQUI) pelo “Dezembro Vermelho”, acontece nesta sexta-feira (8), a partir das 8h, no CDIP, situado à Rua Conselheiro Otaviano, 241, Centro.

“Muitas pessoas vivem com a infecção e não sabem. Daí a importância da realização dos testes de triagem para detecção de HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis, como hepatite B e C e sífilis”, informou o coordenador do programa municipal DST/Aids e Hepatites Virais, Rodrigo Rodrigues de Azevedo.

Além das testagens, o CDIP oferece uma ampla gama de serviços relacionados a doenças infecto-parasitárias, como tratamento de sífilis, hepatites e acompanhamento de casos de HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana), incluindo de crianças expostas ao HIV.

O programa também realiza palestras educativas, testagens itinerantes, capacitações para aprimoramento profissional, distribuição de preservativos (masculino e feminino), além de oferecer apoio a casos de acidente biológico e ofertar o serviço de Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP) e Profilaxia Pós-Exposição (PEP) – ambos os métodos reduzem o risco de adquirir o HIV, a partir do uso de medicamentos que impedem que o vírus se estabeleça e se espalhe pelo corpo.

No caso de usuários com diagnóstico de HIV, o Centro, que conta com uma equipe multidisciplinar, formada por infectologistas, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, farmacêuticos, dermatologista, entre outros, oferece acompanhamento ambulatorial com consultas, exames específicos e dispensa mensal de medicamentos, através do programa DST/Aids e Hepatites Virais.

No local também é realizada a Prova Tuberculínica (PPD) ou Reação de Mantoux (exame amplamente utilizado no auxílio do diagnóstico da tuberculose), e recentemente o espaço foi contemplado para implementar programa do Ministério da Saúde.

Campanha – A programação pelo “Dezembro Vermelho” começou no dia 29 de novembro com uma roda de conversa sobre HIV e AIDS: Avanços e Desafios no Panorama Atual, na Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF). As ações seguem até o dia 21 de dezembro, com palestras, visitas técnicas, capacitações de testes rápidos, entre outros serviços.

Campos/secom
Por: Kelly Maria – Foto: Vitor Marques Por: Kelly Maria – Foto: Vitor Marques

sjb24h